A importância da atividade física na terceira idade

portância da atividade física na terceira

A expectativa de vida dos brasileiros vem crescendo cada vez mais. Segundo o Censo 2020, realizado pelo IBGE, a pessoa que nascer em 2020 viverá até os 76,7 anos. Considerando que esse número é apenas uma média, podemos entender que serão muitos os que viverão até ou além dos cem.

Porém, mais importante que a expectativa é a qualidade de vida. Sabemos que, com o passar dos anos, os órgãos, tecidos, cartilagens e o corpo como um todo sofre desgastes e não há alternativa melhor para se prevenir destas doenças do que mantendo boa alimentação, fazendo exercícios físicos e mantendo hábitos saudáveis.

 

Exercícios físicos na terceira idade

A atividade física ainda é muito associada ao emagrecimento e estética. Porém o principal motivo para se exercitar deve ser sempre a saúde.

Aeróbicos, como caminhadas e ciclismo, se praticados por apenas meia hora diária já trazem bons resultados. Melhoram a imunidade, liberam substâncias anti inflamatórias, regulam o metabolismo, auxiliam na prevenção de doenças cardiológicas e do AVC, estimulam a resistência muscular, evitam obesidade e desgastes da cartilagem e ossos.

Também é recomendado que seja praticado algum reforço muscular, pelo menos duas vezes por semana. Os músculos distribuem impactos e esforços, protegendo ossos e articulações.

Além disso, alongamento, yoga ou pilates são práticas que promovem a flexibilidade e equilíbrio para o idoso, evitando lesões e acidentes.


Saúde dos joelhos

Segundo uma pesquisa feita em Harvard, dos adultos entre 25 e 75 anos, metade teve ou terá lesões nos joelhos. Por ser uma das principais e mais utilizadas articulações do corpo, ele merece também mais atenção.

Para protegê-los, é recomendado reforçar os músculos das coxas, canelas e dos próprios joelhos. Assim, os ligamentos e meniscos, que são os responsáveis pela maioria das lesões na região, ficam protegidos.

Cuidando desde cedo da saúde como um todo, você já se previne de futuras doenças e garante a qualidade de vida ao longo de todas as idades.

 

Sobre o Dr. Bruno Pavei

O Dr. Bruno Pavei formou-se em Medicina pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), em Criciúma/SC. Fez residência em Ortopedia e Traumatologia pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e completou sua formação em Cirurgia do Joelho no Instituto Cohen, em São Paulo/SP.
É membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ). Atualmente possui consultório de Ortopedia e Traumatologia na Osteoclínica, em Criciúma-SC, conhecido como o maior centro de Ortopedia e Traumatologia do sul de Santa Catarina e faz parte do corpo clínico dos principais hospitais da região. Saiba mais clicando aqui.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email
Localização

Atendimento e contatos

Osteoclínica
Consultório em Içara