Perguntas e respostas sobre lesões meniscais

Apesar de ser uma lesão muito comum, não apenas em atletas, mas pessoas em geral, a lesão de menisco ainda desperta muitas dúvidas.

Para começar, é importante entender o que é menisco. Os meniscos são estruturas fibrocartilaginosas em formato de meia lua, que estão presentes no encontro entre a tíbia e o fêmur, osso da canela e da coxa, respectivamente. Eles têm a função de diminuir os impactos e melhorar o encaixe entre os ossos, são como amortecedores internos localizados nos joelhos.

No corpo humano, há o menisco medial (ou interno) e o lateral (ou externo).  Dito isso, vamos explicar algumas das principais dúvidas sobre o assunto.

Quais as principais causas de lesão do menisco?

Existem duas principais causas para lesionar o menisco. A traumática e a degenerativa.

Em pessoas mais jovens, normalmente ocorre a lesão traumática, que é aquela que acontece durante práticas esportivas ou acidentes em que há rompimento da cartilagem. Pode decorrer a partir de um movimento brusco do joelho, uma torção, mesmo que o joelho seja completamente saudável.

Com a idade, pode acontecer a lesão degenerativa. Com o passar dos anos, a articulação se desgasta e pode acontecer o rompimento mesmo sem grande esforço físico.

Pode acontecer ainda uma combinação entre os dois. O joelho que já está desgastado pode se lesionar mais facilmente em um caso de torção.

Quais os principais sintomas?

O sinal mais evidente de que o menisco foi lesionado é a dor, que é intensa logo após o trauma. Outros sintomas comuns são o derrame articular (também chamado popularmente de “água no joelho”) e, com o passar dos dias, pode apresentar inchaço.

A lesão pode gerar também limitações e bloqueios de movimento ou episódios de travamento.

Quais os tipos de tratamento?

Os tratamentos vão depender do tipo de lesão apresentada. O ortopedista irá avaliar se há necessidade de cirurgia. Quando não há, o tratamento envolve fisioterapia e reforço muscular.

Como é realizada a cirurgia?

A cirurgia normalmente é rápida, em torno de 30 minutos, podendo variar de acordo com a gravidade da lesão.

Hoje, a cirurgia é feita através de artroscopia, uma técnica minimamente invasiva que permite uma avaliação correta da lesão meniscal por meio do artroscópio, um dispositivo com uma câmera acoplada que faz conexão com um monitor de TV. Assim, o cirurgião do joelho consegue analisar de perto a lesão.

O pós-operatório é fundamental para a recuperação. Normalmente o paciente já recebe alta no mesmo dia, mas deverá ter cuidados em casa. Pode precisar de muletas para locomoção e sessões de fisioterapia.

Como evitar a lesão de menisco?

A melhor forma de se prevenir de lesões meniscais é reforçando os músculos dos joelhos e pernas e alongando sempre. O exercício físico é fundamental, mas deve ser feito sempre com cuidado, sem forçar demais e com alongamento.  

 

Sobre o Dr. Bruno Pavei

O Dr. Bruno Pavei formou-se em Medicina pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), em Criciúma/SC. Fez residência em Ortopedia e Traumatologia pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e completou sua formação em Cirurgia do Joelho no Instituto Cohen, em São Paulo/SP.
É membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ). Atualmente possui consultório de Ortopedia e Traumatologia na Osteoclínica, em Criciúma-SC, conhecido como o maior centro de Ortopedia e Traumatologia do sul de Santa Catarina e faz parte do corpo clínico dos principais hospitais da região. Saiba mais clicando aqui.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email
Localização

Atendimento e contatos

Osteoclínica
Consultório em Içara