Tire suas dúvidas sobre derrame articular

O joelho é uma das principais articulações do corpo. É responsável por sustentar o peso do nosso corpo, permitir movimentos, locomoção e absorver impactos. Por isso, ele é também um dos que mais sofre lesões ao longo da vida. Estima-se que metade da população entre 25 e 75 anos teve ou terá algum tipo de problema relacionado aos joelhos.

Entre os tipos de lesão que afetam a área, está o derrame articular. Também conhecido por “água no joelho”, ganhou esse apelido popular por ser caracterizado pelo acúmulo de líquido ao redor ou dentro do mesmo, causando dor, inchaço (edema), vermelhidão e aumento de temperatura.

Estes são os principais sintomas, mas como são semelhantes aos de outras lesões, o ideal é sempre consultar um ortopedista que poderá realizar o diagnóstico correto. No entanto, listamos algumas dúvidas sobre o assunto abaixo.


O que causa derrame articular?

Existem diversas causas que podem levar ao derrame articular, como pancadas, quedas, infecções e doenças articulares crônicas (artrite reumatóide ou gota, por exemplo). Nestes casos, pode acontecer um sangramento interno que se acumula na cavidade (hemartrose) ou aumento do líquido sinovial, que é produzido na região e pode se alterar devido a alguma inflamação (hidrartrose).


Qual o tratamento para este tipo de lesão?

O tratamento deve ser direcionado para a causa do derrame, que deve ser investigada. A punção articular pode ser indicada para auxiliar no diagnóstico e analgesia.


Como prevenir a “água no joelho”?

A prevenção ocorre da mesma forma que o tratamento pós-procedimento. É necessário fazer reforço muscular da região, alongar sempre que realizar exercício físico, controlar o peso e evitar sobrecargas.  Lembrando sempre que esportes e atividades físicas são essenciais para nossa saúde como um todo, mas devemos respeitar os limites do corpo para que tenhamos apenas benefícios. 

 

Sobre o Dr. Bruno Pavei

O Dr. Bruno Pavei formou-se em Medicina pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), em Criciúma/SC. Fez residência em Ortopedia e Traumatologia pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e completou sua formação em Cirurgia do Joelho no Instituto Cohen, em São Paulo/SP.
É membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ). Atualmente possui consultório de Ortopedia e Traumatologia na Osteoclínica, em Criciúma-SC, conhecido como o maior centro de Ortopedia e Traumatologia do sul de Santa Catarina e faz parte do corpo clínico dos principais hospitais da região. Saiba mais clicando aqui.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email
Localização

Atendimento e contatos

Osteoclínica
Consultório em Içara