Lesão de menisco: como é a cirurgia?

lesão de menisco

Bastante frequente em atletas, a lesão de menisco é geralmente causada por um impacto no joelho ou na perna, que pode ocorrer durante atividades físicas ou ao levantar peso de forma excessiva, por exemplo. Esse problema, que pode causar dor e desconforto aos pacientes, pode ser tratado por meio de cirurgia. Por isso, hoje quero explicar como é esse procedimento. 

O que são meniscos?

Os meniscos são fibrocartilagens que ficam localizadas no joelho e tem como principais funções amortecer impacto e auxiliar no encaixe do fêmur com a tíbia. Eles também são importantes para a estabilização do joelho.

O que fazer quando ocorre a lesão de menisco?

O primeiro passo é buscar o auxílio de um ortopedista ao observar qualquer desconforto na região. O médico irá avaliar cada caso individualmente para indicar a melhor forma de tratamento para o problema.

O tratamento para as lesões meniscais vai depender do grau da lesão, tempo de ocorrência, localização e idade do paciente, entre outros fatores.

Como é a cirurgia para lesão de menisco?

Uma das técnicas mais comuns para o tratamento da lesão de menisco é a artroscopia. No procedimento, o médico faz uma pequena incisão na pele do paciente. Nesse ponto, é inserido um dispositivo com uma câmera na ponta, que irá transmitir as imagens internas para o cirurgião. Em outro ponto da pele, é realizado outro corte, onde são inseridas as ferramentas para a cirurgia. Com a ajuda dessas imagens, o médico consegue localizar a lesão e realizar os reparos necessários.

Após o procedimento, é recomendado que o paciente utilize muletas para se locomover e evitar acidentes. Depois de alguns dias, é indicado que ele faça sessões de fisioterapia para começar a movimentar o joelho corretamente e fortalecer os músculos da região. A retomada das atividades do dia a dia e de exercícios físicos deve ser avaliada junto ao profissional que realizou a cirurgia, mas normalmente ocorre depois de pelo menos um mês do procedimento.

É importante seguir corretamente as orientações. Em geral, o procedimento costuma ser rápido e o paciente recebe alta no mesmo dia. A cirurgia é feita com anestesia e é bastante segura.

Além desses cuidados, é fundamental manter o acompanhamento junto ao cirurgião e relatar qualquer tipo de sintoma ou alteração ao médico.

Sobre o Dr. Bruno Pavei

O Dr. Bruno Pavei formou-se em Medicina pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), em Criciúma/SC. Fez residência em Ortopedia e Traumatologia pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e completou sua formação em Cirurgia do Joelho no Instituto Cohen, em São Paulo/SP.
É membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ). Atualmente possui consultório de Ortopedia e Traumatologia na Osteoclínica, em Criciúma-SC, conhecido como o maior centro de Ortopedia e Traumatologia do sul de Santa Catarina e faz parte do corpo clínico dos principais hospitais da região. Saiba mais clicando aqui.

As informações disponíveis neste site possuem apenas caráter educativo. Apenas uma avaliação com um profissional médico possibilitará o diagnóstico de doenças, a indicação de tratamentos e a prescrição de medicamentos.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email
Localização

Atendimento e contatos

Osteoclínica
Consultório em Içara